close
Início » Media Center » Tecnologias em hospitais transformam experiências

Media Center

Tecnologias em hospitais transformam experiências

11/09/2017

tecnologias em hospitais

Acompanhando os avanços tecnológicos da humanidade, o segmento Healthcare vem passando por uma importante qualificação dos seus serviços. As tecnologias em hospitais começam a se aprimorar, justamente, para trazer facilidades aos usuários.

Você busca levar a melhor experiência aos seus pacientes por meio das tecnologias? Então, continue lendo este post e entenda algumas das tendências que já chegaram ou estão por vir.

 

Gerenciamento de dados

Todos os profissionais envolvidos com a área da saúde sabem do grande volume de dados gerados pelas rotinas. O acompanhamento de um paciente por meio de prontuário é um destes processos.

Contudo, as grandes instituições de saúde já identificam a necessidade de mais do que apenas registrar informações. O prontuário eletrônico não é mais apenas um acervo digital para consulta.

Os sistemas da informação estão sendo utilizados na análise e geração de soluções, que beneficiam médicos e pacientes. Não só reduzem o tempo de espera e das consultas, como deixam o médico livre para atuar com foco na sua real função.

Automatizar processos feitos por profissionais da área da saúde por meio de tecnologias em hospitais pode ser a porta mais fácil de abrir para a informatização do mercado healthcare. Preparando os profissionais para passos mais largos, como o que veremos abaixo.

 

Blockchain X Healthcare

Você já deve ter ouvido falar na Bitcoin. E, se leu algo sobre Blockchain, acredita estar diretamente ligada a moeda digital mais famosa dos últimos anos. Não que você esteja errado, já que a tecnologia surgiu para facilitar tais transações financeiras.

O que acontece é o Blockchain pode ser descrito como um livro registro de transações, que pode ter diversas finalidades. Afastando a tecnologia da realidade financeira, imagine que é uma forma segura de fazer a transação de informações sensíveis ou que tenham valor, como um laudo médico.

É possível que se tenha controle sobre todos os dados que envolvem, por exemplo, as rotinas e processos das instituições de saúde, sem a necessidade de um fiscalizador, através de tecnologias em hospitais. O mesmo conceito de um acervo físico que só pode ser alterado e acessado por profissionais capacitados.

Por meio de uma complexa criptografia, pode-se ter controle em relação a confiabilidade e alteração destas informações. Por isso, apresentando um risco de fraudes muito menor. Médicos e pacientes podem ter diferentes permissões de acesso, tornando tudo mais automatizado e transparente.

 

Impressoras 3D e realidade aumentada

Muitos tem indicado as tecnologias em hospitais de realidade aumentada e impressoras 3D para o campo acadêmico nas áreas da Medicina. Agora, sabemos que estas aplicações servem também para o dia a dia dos profissionais da saúde.

No caso das impressões 3D, abre-se uma gama de possibilidades na recriação de órgãos humanos. Estes equipamentos podem, atualmente, reproduzir partes do corpo humano em plástico, como uma coluna.

Assim, médicos podem planejar e analisar as melhores formas de fazerem uma cirurgia real. É possível simular uma operação, antes do procedimento no paciente. Já existem pesquisas para se produzir órgãos impressos de uma mescla de células-tronco e células de outro órgão.

A realidade aumentada também fornece possibilidades que empolgam no campo da saúde. Como o próprio nome sugere, a tecnologia permite que objetos virtuais sejam inseridos na realidade do usuário. Sempre através de ferramentas digitais, como os óculos de realidade aumentada.

Alguns cases já são utilizados no mercado, como funcionalidades do Google Glass que facilitam a interação com pacientes. Ele pode focar sua atenção no que a pessoa relata em uma consulta, enquanto as informações são registradas no prontuário online.

Mais, imagine um sistema que marca sob a pele dos pacientes todo seu sistema venoso. Por meio de raios infravermelhos, a temperatura corporal é medida. Um tipo de projeção que facilita ao profissional a identificação dos vasos sanguíneos.

 

Acompanhamento de pacientes através de apps

Os gestores de hospitais e os profissionais da saúde devem estar integrados aos conceitos tecnológicos mais recentes. Cada vez mais, a IoT (Internet of Things) tomará proporções maiores. Tudo deve estar interligado em um futuro próximo.

Pesquisas mostram que os hábitos dos brasileiros em relação ao uso de smartphones e da internet têm se intensificado. Da mesma forma, a procura por tratamentos nos sites de busca tem se tornado cada vez mais comum.

As instituições de saúde precisam usufruir da nova realidade e investir em novas formas de tratar seus pacientes. Existem diversos aplicativos para se fazer o acompanhamento de determinados casos.

Os apps fazem o controle da situação de pacientes, inclusive, depois que os mesmos saem das unidades de saúde. Além disso, essas aplicações podem servir para a gestão de pessoas e rotinas dos hospitais. Principalmente, no controle e análise de dados gerados por serviços que não são o core business da instituição.

 

Tecnologias em hospitais para facilities

Os facilities são todos aqueles serviços de apoio à operação da empresa. São profissionais e rotinas que envolvem a manutenção predial, paisagismo, segurança, limpeza, estacionamento, entre outros. Contudo, fazem parte da experiência dos seus pacientes e visitantes.

Para que haja uma gestão de facilities eficiente é preciso estar aberto às novas tendências. Compreender os hábitos das pessoas e, logo, do mercado. Isto implica na implementação das tecnologias também para serviços terceirizados.

Exija o uso de tecnologias das empresas contratadas para trazer qualidade à experiência dos pacientes no seu hospital. O alto padrão das ferramentas digitais ou eletrônicas utilizadas na gestão e operação dos facilities é imprescindível.

Entenda como a Indigo leva tecnologia e excelência aos seus Clientes Corporativos, acesse nosso material sobre hospitais.

Leia também o nosso Guia Rápido sobre Pesquisa de Satisfação em Hospitais.