Blog da Indigo Brasil

Tudo que você precisa saber sobre gestão de estacionamentos

Cidade 15 minutos: A proposta parisiense para os centros urbanos

A cidade de 15 minutos é um novo conceito europeu sobre os centros urbanos, capaz de otimizar o tempo de forma inteligente ao aproximar espaços e pessoas. Criado em Paris, o projeto resolve problemas que afetam centros urbanos do mundo inteiro.  

 

O que é a cidade de 15 minutos

A “cidade de 15 minutos” propõe que todas as seis funções sociais urbanas possam ser realizadas no período baseando-se em uma curta distância entre eles. Seja a pé ou por meio de transportes alternativos o cidadão das cidades pode morar, trabalhar, estudar, cuidar da sua saúde, fazer compras e se divertir. 

Junto aos departamentos de Urbanismo de Paris, Carlos Moreno, professor da universidade de Sorbonne, pretende transformar a capital francesa e trazer melhorias em questões relacionadas à mobilidade partindo deste conceito. 

O conceito da cidade de 15 minutos representa uma construção urbana descentralizada, integrando a metrópole aos cidadãos e a todos os eventos que ocorrem de forma concomitante no espaço urbano. Para o Presidente do Grupo Indigo, Serge Clémente, é preciso responder a questões relacionadas a cidades do futuro, como novos serviços, mobilidade e logística, mas garantindo que essas mudanças sejam sustentáveis e busquem trazer mais qualidade de vida para os cidadãos“Mais do que nunca, as pessoas querem cidades sem estresse”.

 

O  conceito da cidade de 15 minutos é guiado por 4 diretrizes principais, capazes de construir uma vida urbana mais ágil, saudável e flexível

1 – Ecologia: para uma cidade verde e sustentável

2 – Proximidade: para viver a uma distância curta de outras atividades 

3 – Solidariedade: para criar vínculos entre pessoas 

4 – Participação: deve envolver ativamente os cidadãos na transformação do seu bairro

 

A esperança é remodelar as cidades para que as pessoas continuem a levar suas vidas de um jeito que seja menos agressivo ao meio ambiente e a elas mesmas. Para isso, a cidade 15 minutos necessita da compreensão de que é preciso imprimir um ritmo mais lento à cidade. Com a consciência de uma vida mais regional e simples, é possível adaptar os grandes centros urbanos ao conceito da cidade de 15 minutos, onde: o ritmo da cidade é ditado pelos seres humanos, não pelos carros; cada metro quadrado serve um diferente propósito; bairros são projetados para que moremos, trabalhemos e prosperemos sem deslocamentos frequentes para outros lugares. 

Assim é possível garantir que todos – moradores do centro e das periferias – tenham acesso aos principais serviços nas proximidades. Ao responder a questão da economia de tempo, inverte-se totalmente o sistema, sugerindo um ritmo de vida diferente : um ritmo de 15 minutos, no qual o “tempo ocioso” de deslocamento é convertido em uma oportunidade de experiência na cidade.